Site da USP
Escola Politécnica Universidade de São Paulo PTR - Departamento de Engenharia de Transportes
FacebookTwitterGoogle PlusYoutube

Linhas de Pesquisa

Comissão Coordenadora  Normas  Orientadores  Alunos Matriculados  Egressos  Áreas de Concentração
Linhas de Pesquisa  Produção Científica  Disciplinas  Laboratórios  Processo Seletivo  Notícias Contato 


LOGO PTR 2016 sem textoMOD3


Infraestrutura de Transportes


Principais Pesquisas na Área de Infraestrutura de Transportes


Desenvolvimento de um Método de Dimensionamento de Pavimentos Asfálticos

 SDIMPA (Sistema de Dimensionamento de Pavimento Asfáltico)

O projeto SDIMPA prevê a concepção e a elaboração de um método de dimensionamento de estruturas de pavimentos asfálticos adaptado aos condicionantes de projeto: materiais típicos nacionais, clima tropical e subtropical e tráfego brasileiro. O projeto é nacional e reúne várias Universidades e Instituições.

SDIMPA

Com a análise de amplo banco de dados, tanto pelos trechos da USP-EP como os de outras universidades, objetiva-se testar um método de dimensionamento expresso por um sistema computacional adequadamente validado com os dados de campo. Este método será divulgado aos técnicos e será normatizado para uso pelos órgãos rodoviários nacionais.

Financiamento: PETROBRAS

Coordenação: Liedi Legi Bariani Bernucci

Laboratório de Tecnologia de Pavimentação

.

Desenvolvimento de Modelo de Deterioração de Pavimentos Asfálticos

com uso de Instrumentação e Sistema Weight in Motion

Esta pesquisa fornece dados à pesquisa anterior. Envolve o monitoramento de alguns trechos rodoviários experimentais e a pesagem de veículos comerciais por sistema de pesagem em movimento em uma rodovia de tráfego muito pesado.

Weight in Motion

São avaliados os parâmetros fundamentais relativos ao desempenho de pavimentos asfálticos com vistas à definição de método de projeto de estruturas de pavimentos mecanicista-empírico apoiado em dados reais de solicitação pelo tráfego, propriedades de materiais determinadas em laboratório e deterioração ao longo do tempo em campo.

Financiamento: ANTT / ARTERIS CONCESSIONÁRIAS

Coordenação: Liedi Legi Bariani Bernucci

Laboratório de Tecnologia de Pavimentação

.

Metodologia para Avaliação Técnica e de Durabilidade de Sinalização Horizontal

de Rodovias de Tráfego Muito Pesado

Este projeto conta com a concepção de metodologia de avaliação da perda progressiva de retrorreflexão dos materiais aplicados para a sinalização horizontal de pavimentos asfálticos, principalmente referente às tintas à base de água, e variações em função de sua composição, do tipo e taxa das microesferas.

Durabilidade de Sinaliz Horizontal

Está sendo concebido um método de avaliação preliminar em laboratório para prever desempenho em campo, de maneira a garantir boas condições de sinalização para melhorar a segurança dos usuários e testar a durabilidade das mesmas. Ensaios de pista foram concebidos para analisar e comparar tipos de tintas e de esferas reflexivas.

Financiamento: ANTT / ARTERIS CONCESSIONÁRIAS

Coordenação: Liedi Legi Bariani Bernucci

Laboratório de Tecnologia de Pavimentação

.

Determinação do módulo dinâmico de via da Estrada de Ferro Carajás como ferramenta para o sistema de gerência de manutenção

Este projeto visa desenvolver um sistema de avaliação do comportamento mecânico da via permanente (Ferrovia) in situ, por meio de medidas de deslocamentos do pavimento ferroviário realizadas com um equipamento desenvolvido pela Politécnica para este fim.

Estrada de Ferro Carajás

Tais medidas são feitas sem interrupção dos trens e são usadas para determinar o módulo de via, parâmetro usado como indicador da resposta elástica e qualidade da via permanente.

Este parâmetro é uma ferramenta auxiliar para a gerência de manutenções das linhas férreas. A parada para manutenção de ferrovias interfere na operação e implica em perdas financeiras expressivas.

A melhor programação de manutenções e interrupção de vias acarretará em economia e segurança para todo o sistema ferroviário.

Financiamento: Estrada de Ferro Carajás – Vale S.A.

Coordenação: Liedi Legi Bariani Bernucci

Laboratório de Tecnologia de Pavimentação

.

Desempenho estrutural de Pavimentos de Concreto Continuamente Armado

Laboratório de Mecânica de Pavimentos

DesempenhoEstruturaldePavimentos

Estudo em corredor de ônibus experimental com 200 m de extensão no campus da USP sobre a fissuração de retração, abertura de fissuras, transferência de carga em fissuras, comportamento de aços galvanizados e convencionais nesse tipo de pavimento.

Coordenação: José Tadeu Balbo

.

Drenabilidade e Desempenho Mecânico de Pavimentos de Concreto Permeáveis

Laboratório de Mecânica de Pavimentos

Desempenho mecanico de Concretos permeáveis

Estudo em calçada experimental com 100 m de extensão no campus da USP sobre a capacidade de infiltração, a capacidade de filtragem de águas pluviais, resposta mecânica às cargas, desgaste superficial de concretos permeáveis.

Coordenação: José Tadeu Balbo

 

.

Tomografia de Baixa Frequência para a Avaliação da Estrutura Interna

de Pavimentos de Concreto

Laboratório de Mecânica de Pavimentos

Tomografia de Baixa Frequencia

Uso de tomografia no estudo de espessuras de pavimentos de concreto bem como da disposição e quantificação de aços como barras de transferência de cargas, barras de ligação, armadura de retração e armaduras resistentes.

Coordenação: José Tadeu Balbo

.

Desempenho estrutural e hidráulico de Pavimentos de Concreto

em Blocos Articulados

Laboratório de Mecânica de Pavimentos

Desempenho Estrutural Hidráulico

Estudo em área de estacionamento experimental com 100 m2 no campus da USP sobre capacidade estrutural e drenante de blocos articulados de concreto assentes sobre base permeáveis com agregados reciclados.

Coordenação: José Tadeu Balbo

 

.


Planejamento e Operação de Transportes


.

.

.


Informações Espaciais


Principais Pesquisas na Área de Geomática (Topografia, Geodésia, Cartografia)


.

Navegação autônoma de veículos terrestres

A pesquisa tem como principal objetivo avaliar as diferentes técnicas de posicionamento para que seja possível utilizá-las em veículos autônomos. Por outro lado, também deverão ser avaliadas outras técnicas de posicionamento que permitam a integração com o GNSS e que melhorem o posicionamento do veículo autônomo.

VeiculoAutonomo PTR

Coordenação: Edvaldo Simões da Fonseca Junior

.

Determinação de modelos geoidais: regional, nacional e continental

O conhecimento da separação da superfície geoidal e elipsoidal é indispensável na obtenção da altitude ortométrica a partir das observações de satélites artificiais (GNSS). A obtenção de modelos geoidais a nível continental, nacional e regional com uma resolução de 5′ constitui uma atividade no âmbito do Projeto de Gravidade e Geoide para a América do Sul.

Modelos Geoidais

Modelo geoidal para América do Sul (GEOID2015), que está disponibilizado no
International Service for the Geoid (ISG) e no IBGE. A área em amarelo representa o MAPGEO2015

É viabilizado através de acordos de cooperação da Escola Politécnica da USP com a Fundação IBGE, GETECH (Reino Unido), o NGA (Estados Unidos da América) e com organizações da Argentina, Chile, Uruguai, Equador, Colômbia e Venezuela.

Diferentes informações estão sempre sendo coletadas e compiladas para atingir o objetivo, como: dados gravimétricos, observações GPS sobre a rede de nivelamento geométrico, modelo digital do terreno (DTM) e modelo do geopotencial. Foram apresentadas várias versões da carta geoidal do continente sulamericano, sendo a mais recente em 2015 com resoluções de 5′. Este é o modelo oficial do novo referencial geodésico para o Brasil de responsabilidade do IBGE.

Coordenação: Denizar Blitzkow

.

Medições absolutas de gravimetria

Nos últimos anos foram estabelecidas uma rede no Estado de São Paulo (Brasil), na Argentina, na Venezuela utilizando o gravímetro absoluto A10 pertencente ao IGC (Instituto Geográfico e Cartográfico) e alocado no LTG sob cooperação com aquela instituição.

Estações Absolutas Grav

Estão em discussão campanhas no Equador, Paraguai, Costa Rica e Panamá.

Coordenação: Denizar Blitzkow

.

Rastreamento de veículos com GNSS para a redução de emissão de GEE

A emissão de gases causadores do efeito estufa (GEE) pelo setor de transporte tem grandes impactos ambientais. A tecnologia de posicionamento por satélites artificiais GNSS pode contribuir para uma análise da dinâmica da movimentação do veículo.

Rastreamento Anti GEE

Assim, uma análise detalhada desta dinâmica permite uma nova abordagem nos quesitos logísticos e operacionais da frota visando a redução das emissões.

Coordenação: Flávio Guilherme Vaz de Almeida Filho

.


Principais Pesquisas na Área de Informações Espaciais (Geoprocessamento)


LGP
CCR – Nova Dutra

Materiais de sinalização horizontal: Avaliação comparativa de desempenho

Mat de Sinaliz Horizontal

Desenvolver um estudo com diferentes tipos de materiais para sinalização horizontal, a fim de verificar o desempenho para as mesmas condições de implantação e solicitação na Rodovia Presidente Dutra.

Coordenação: José Alberto Quintanilha

.

Diagnóstico da Mobilidade em Paraisópolis:

Análise em profundidade dos padrões espaço-temporais de deslocamento da comunidade

LGP
Banco Mundial

O objetivo do projeto é analisar os padrões espaço-temporais para identificar padrões de mobilidade da comunidade de Paraisópolis. Para tal serão coletados dados georreferenciados por 2 semanas consecutivas a partir de aplicativo instalado no celular, além de entrevistas com os participantes.

Diag Mobilidade

Espera-se que a metodologia também auxilie a fornecer uma solução confiável e eficaz que possa conduzir rapidamente estudos de origem-destino em diferentes escalas e diversos ambientes.

Além disso, espera-se contribuir para discussão sobre os aspectos de mobilidade para outros projetos que considerem urbanização de favelas urbanas, respondendo a uma falta de informação disponível sobre o tema de transporte e mobilidade em favelas no Brasil.

Coordenação: Mariana A. Giannotti

Equipe:

Bianca Bianchi (Banco Mundial),

Orlando Strambi (Poli-USP),

Irene Quintáns (Banco Mundial),

Renato Arbex (Poli-USP),

Bruna Pizzol (Poli-USP)

 

RESOLUTION – Resilient Systems for Land Use Transportation

 

LGP
CASA UCL (Center of Advanced Spatial Analysis – University Colledge of London)
CEM (Centro de Estudos da Metrópole), INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), UFABC
FAPESP

Proj Resolution

O projeto Resolution objetiva explorar o impacto do transporte na segregação social em São Paulo e Londres. Para tal, serão estudados indicadores de acessibilidade e segregação social que serão integrados em uma modelagem baseada em agentes visando simular cenários comparativos para as duas cidades.

Coordenação: Eduardo Marques (PI Brasil) e

Michael Batty (PI UCL)

 

Equipe:

Michael Batty (UCL),

Joana Barros (Birbeck),

Duncan Smith (UCL),

Eduardo Marques (CEM),

Flavia Feitosa (UFABC),

Miguel Monteiro (INPE),

Mariana Giannotti (POLI – USP)

 

.

Transit Modeling

LGP
UFMG

Transit Modeling

Pesquisa para o desenvolvimento de um modelo computacional genérico para dados espaciais sobre transportes urbanos públicos.

Coordenação: Clodoveu Davis Jr (UFMG)

.

High-Resolution GPS Data Analysis of Urban Logistics Activities to Improve the Operational Performance and Sustainability of Last-Mile Distribution in São Paulo

 

LGP
MIT – Megacity Logistic Lab – Massachussets Institute of Technology
CISLOG

Delivering and distributing food, material, and other goods needed to sustain large populations in dense, built up cities is an on-going challenge.

HighResolution GPS Data

This is particularly acute in megacities in emerging markets, where logistic operations need to cope with the complexity of dense urban environments, congestion, high-population growth, extreme variability of the urban topology, highly fragmented distribution channels, very small retail outlets and constantly changing local policies.

With the majority of people living in urban environments and the projections that the top 100 largest cities of the world will account for over 50% of the GDP in the next 20 years, innovative research in megacity logistics is needed.

Coordenação: Matthias Winkenbach (MIT)

.

Equipe:

Mariana Giannotti,

Claudio Barbieri da Cunha,

Patrícia Laranjeiro,

Leonardo Godoy,

Hugo Yoshizaki

.

Estudo da distribuição espacial dos acidentes envolvendo o transporte de produtos perigosos e análise da influência da geometria da via através de técnicas de geoprocessamento: Estudo de caso das rodovias Anchieta e Imigrantes – SP

LGP
FSP – USP
Superintendência de Controle de Endemias
LGP
Centro de Transportes e Logística da Universidade de Roma – La Sapienza

Distribuição Espacial dos Acidentes

A pesquisa visa identificar trechos críticos das rodovias quanto à frequência de acidentes envolvendo veículos que transportam produtos perigosos e verificar, por meio de análises estatísticas, a influência da geometria das vias na ocorrência dos acidentes, para que possam ser propostas medidas preventivas a serem adotadas pelas transportadoras e companhias de seguros para a diminuição dos acidentes.

Coordenação: José Alberto Quintanilha

Equipe:

Cláudia A. Soares Machado (Poli-USP)

Luca Persia (CTL-Roma) / Antonino Tripodi (CTL-Roma)

Mariana A. Giannotti (Poli-USP)

.